web analytics
25 Ago

Obsessões/ ideias obsessivas

Obsessões/ ideias obsessivas – Ideias persistentes que ocorrem contra a vontade do doente (que as sente como intrusivas, parasitas e inaceitáveis, resistindo contra elas -egodistónicas)  e que se associam a uma elevada carga ansiogénica. Geralmente a temática destas ideias é repugnante para o doente (um doente que seja muito religioso poderá ter pensamentos blasfémicos, alguém sensível às questões morais, pensamentos relacionados com a tortura de outros, alguém sensível às questões da sexualidade, pensamentos relacionados com esta área, etc). Existe também manutenção da autocrítica relativamente ao carácter patológico deste problema (manutenção do insight) (o paciente compreende que estes pensamentos provêm da sua doença).

Embora se fale geralmente de ideias obsessivas, as obsessões podem também tomar a forma de imagens (por exemplo um doente refere que vê imagens dele a abusar de uma criança, ou a esfaquear alguém) ou impulsos (de tocar, cometer actos sociais reprováveis, etc), medos (de contaminação, por exemplo, os medos obsessivos são também denominados fobias obsessivas –ver fobias), duvidas, etc.

Quanto aos temas obsessivos, destacam-se: as ideias relacionadas com contaminação, preocupação com possíveis doenças, as dúvidas (existenciais, filosóficas, entre outras), necessidade de simetria, ideias com teor agressivo, sexual ou religioso, etc.

As obsessões levam muitas vezes a compulsões (ver).

As obsessões são típicas de perturbações ansiosas (sobretudo da perturbação obsessiva compulsiva), mas também em perturbações depressivas.

error: Content is protected !!