web analytics
25 Ago

Pânico, Perturbação e Episódios

Pânico, Perturbação e Episódios

Na Perturbação de Pânico (PP)- Esta patologia psiquiátrica é caracterizada pela presença de episódios de pânico (ver) sucessivos. Devido a estes episódios o paciente pode desenvolver agorafobia, situação em que o paciente teme a multidão pelo medo de que não possa sair do meio dela caso se sinta mal.

Os Episódios de Pânico consistem em períodos de alguns minutos, despoletados por sintomas físicos de ansiedade (dôr no peito, palpitações, dificuldade em respirar, náuseas, etc). Perante estes sintomas o paciente desencadeia pensamentos catastróficos (vou morrer, vou enlouquecer, etc). Estes pensamentos lógicamente vão aumentar os níveis de ansiedade que trazem mais sintomas físicos de ansiedade. Cria-se assim um ciclo vicioso e que se autoalimenta. Estes episódios ocorrem geralmente na Perturbação de Pânico.

 O tratamento da PP faz se com psicofármacos e psicoterapia. No entanto é importante excluir antes de mais outras patologias que possam «imitar» esta perturbação. Podem ser várias entre as quais doençças do coração, das hormonas, etc. Por isso o psiquiatra pede logo uma bateria de exames para que também o paciente se possa tranquilizar.  Em relação aos psicofármacos, são utilizados tranquilizantes (ver), de forma continua por curtos periodos, podendo se manter depois apenas em SOS ver) e antidepressivos ISRS (ver). A psicoterapia mais eficaz aqui é a cognitivo-comportamental, em que antes de mais é explicado o ciclo do pânico (descrito atrás) e pedido ao paciente que tente criar pensamentos alternativos para substituir os pensamentos catastróficos descritos acima (-não me vai acontecer nada, já fiz os exames todos; -tenho estas crises há imenso tempo passam depois de uns minutos e melhoram com calmantes, etc).

error: Content is protected !!